Melodia Web
Rádio Melodia Web - www.melodiaweb.com - São José do Rio Preto - SP - Brasil
sexta-feira, 18 de agosto de 2017
Ouça a MelodiaWeb
Página inicial Ouça música de qualidade pela Internet

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Janela Cultural
Diminui o tamanho da fonte Aumentar o tamanho da fonte
Conhecimento racional
Anne Caroline Pellizzaro, quarta-feira, 13 de junho de 2012
Conhecimento racional

Durante a construção da civilização houve diversas linhas de raciocínio que influenciaram nas modificações do conhecimento, que por sua vez segue uma relação de sujeito e objeto, sendo racional (concreto) ou empírico (abstrato).


Os gregos foram os primeiros a desenvolver um tipo de conhecimento racional mais desligado do mito que proporcionava um saber mágico, permeado pelo desejo de atrair o bem e afastar o mal, dando segurança e conforto ao homem.


Os primeiros filósofos tinham como preocupação em buscar explicar todas as coisas, cuja unidade resumiria na extrema multiplicidade da natureza (cosmologia)


Pensadores como Tales, Pitágoras, Euclides, ocupavam-se com a astronomia e geometria, enquanto Arquimedes e Galileu fundaram o principio da mecânica. O auge do pensamento grego se deu através de Sócrates, Platão e Aristóteles.


Platão opõe ao sentido e a razão. Para ele é preciso buscar a ciência que consiste no conhecimento racional das essências, das idéias imutáveis, objetivos e universos. A ciência como matemática, geometria e astronomia são passos necessários a serem percorridos pelo pensador até atingir a reflexão filosófica.


Aristóteles atenua o idealismo platônico, seu olhar é mais realista, não desvalorizando todos os sentidos.


De uma forma geral a ciência grega se caracteriza:


• Pela filosofia, onde o método orienta o tipo de abordagem dos problemas.


• É qualitativa, porque a argumentação se baseia na análise das propriedades intrínsecas dos corpos.


• Não é experimental e se considera desligada da técnica.


• Baseia-se em uma concepção estática do mundo.


• É contemplativa, porque busca o saber pelo saber e não aplica a prática do conhecimento.


Na idade média, a ciência recebe a herança grega que é vinculada aos interesses religiosos e se subordinam aos critérios da revelação, pois a razão humana deveria ser submetida ao testemunho da fé. A igreja supervisiona o ver, o agir e o pensar do povo, prejudicando o desenvolvimento cientifico, novas idéias eram vistas como “pecado”. Aquele que ousasse inovar e ir de encontro com as idéias já pré-estabelecidas pela religião enfrentava perseguições sujeito a censura, prisão e a morte.


O renascimento científico não constitui uma simples evolução do pensamento cientifico, mas uma verdadeira ruptura, que originou uma nova concepção do saber, o desenvolvimento da economia capitalista, revolução comercial, renascimento das artes, as letras e a filosofia, todas essas transformações indicam o surgimento de um novo homem, confiante na razão e no poder de transformação do mundo. O racionalismo procura a valorização da razão enquanto instrumento de conhecimento que dispensa o critério da autoridade e da relação, se desligando das justificativas feitas pela religião, apenas aceitando a verdade através dos resultados feitos pela investigação e demonstração.


O saber passa a ser adquirido pela experiência devido a utilização da ciência e da técnica.


Dentro da visão do senso comum, a ciência busca compreender a realidade de maneira racional, o que permite prever os acontecimentos e agir sobre a natureza, utilizando métodos rigorosos e atingindo um tipo de conhecimento sistemático, preciso e objetivo.


A ciência tem como objetivo estabelecer aplicações no mundo, apesar do rigor do método a ciência não é um conhecimento extremamente certo e definitivo, ela segue a evolução e o desenvolvimento humano, estando sempre em constante evolução.


Anne Caroline Pellizzaro


Acadêmica de Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR e de Ciências Sociais pela UFPR.


Prezado Leitor, Ouvinte da Melodianão esqueça de curtiesse post e nos seguir no Twitter:@OsmarSantos_18  ou nos adicionar no FaceFacebook_Radio Melodia  Grato!

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Veja também
(19/11/2015) Titanic Theme Song - My Heart Will Go On - Harp / Violin
(19/11/2015) Europeus: o futuro não pertence mais a vocês
(07/06/2015) Caranguejos
(09/05/2015) Música Clássica é sinônimo de concentração
(09/02/2015) Força interior!
(14/05/2014) Quem poupa o lobo, mata as ovelhas
(02/04/2014) Em duas décadas haverá mais mudanças que nos últimos dois mil anos, diz cientista
(14/03/2014) Projeto de vida, ou ...
(14/01/2014) Ai, que preguiça!!
(03/01/2014) O caminho dos ímpios é como a escuridão; nem conhecem aquilo em que tropeçam.
(14/12/2013) Rádio Melodia, remédio da alma
(14/11/2013) Música
(06/11/2013) Música e Consciência
(02/11/2013) Equilíbrio e moderação nas atitudes e necessidades
(22/09/2013) Por um estilo de vida


Veja todo conteúdo desta categoria
Ouça a Rádio do coração
© 2017 Rádio Melodia. Todos os direitos reservados.
Design: Win Multimídia - Desenvolvimento:Adriel Menezes