Melodia Web
Rádio Melodia Web - www.melodiaweb.com - São José do Rio Preto - SP - Brasil
quarta-feira, 23 de janeiro de 2019
Ouça a MelodiaWeb
Página inicial Ouça música de qualidade pela Internet

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Mensagens
Diminui o tamanho da fonte Aumentar o tamanho da fonte
A ESPOSA
Charis - A Família, sexta-feira, 3 de dezembro de 2010
A ESPOSA

"Vós, mulheres, submetei-vos a vossos


maridos, como ao Senhor"Efésios 5.22.


 


Se há alguém que vive em família a milênios, e pode nos instruir, este é Deus Pai e seu Filho Jesus Cristo no poder do Espírito Santo. O maior bem desta família divina é a unidade, e esta unidade é todo o desejo de Deus para os seus filhos em família: "Para que todos sejam um; assim como tu ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste"  João 17.21.


No capítulo anterior, estivemos atentando para a Palavra de Deus, para a função do pai na família. Vimos que é dele toda a responsabilidade do sustento de sua casa, do ensino, da disciplina, da consolação, da vigilância, do sacerdócio e do governo de sua família. O cuidado com sua casa, é a tarefa mais árdua e difícil para todo filho de Deus. Se ele negligenciar isto, sua casa poderá sofrer perdas eternas. Mas o Senhor viu que não era bom o homem estar só nesta empreitada, e fez para ele uma ajudadora que estivesse diante dele (Gen 2.18).


Neste capítulo, veremos com a graça e misericórdia de Deus, a função da esposa como auxiliar do marido nesta tarefa grandiosa.


Em toda a Palavra de Deus, vemos o Espírito Santo lembrar a mulher de sua função junto ao marido, isto é, submissão: "Vós mulheres, sede submissas aos vossos maridos como ao Senhor"  Efésios 5.22. Submissão significa que a esposa tem a missão de auxiliar o marido em sua responsabilidade diante de Deus. A missão é do marido, mas a esposa é seu auxiliar mais próximo, e está subordinado ao encarregado da missão. Creio que não é difícil de entendermos qual o papel da esposa quando olhamos para a Igreja de Jesus. A missão é de Jesus, mas a Igreja, que é sua futura esposa, está empenhada em ajudar Jesus nesta missão, sendo sujeita à sua autoridade: "Mas assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos" , "porque primeiro foi formado Adão, depois Eva"   (Efésios 5.23; I Timóteo 2.13).


Apesar de ser responsabilidade da esposa auxiliar o marido em sua missão, esta não é a principal função da mulher. A mulher foi criada para o homem e não o homem para a mulher (I Timóteo 2.13), com a finalidade de que ele não ficasse só: "Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea"  Gênesis 2.18, portanto, a principal função da mulher, e a principal finalidade para que foi criada por Deus é ser companheira do marido, e não deixar o homem só.


Quando olhamos para o padrão de Deus para a vida dos homens e mulheres, vemos quanto o pecado transtornou as coisas. Hoje o que se exalta, é o feminismo, a independência da mulher, a auto-suficiência, sendo que tudo isto é perverso a Palavra de Deus. A mulher nunca se sentirá satisfeita, se não descansar, se submeter ao seu marido, e ser seu companheiro, pois, foi para isto que Deus a criou, ser seu companheiro e auxiliar seu marido na sua missão com a família. Rejeitar isto é rejeitar o plano de Deus e seu propósito.


É interessante notarmos, que em todas as cartas onde se trata dos deveres domésticos, a mulher sempre é a primeira a ser exortada. Na hierarquia de Deus, o homem é colocado como cabeça, mas para Deus, a mulher tem uma das tarefas mais importante, auxiliar diretamente seu marido nos afazeres domésticos. Por isso, é que  a primeira pessoa que o Espírito vem tratar na família é com as esposas. Além de esposa, a mulher também tem a árdua tarefa de ser mãe.


A mulher nunca terá o encargo de governar, mas tem o encargo de ser sujeita ao governo de seu marido, pois, esta é uma responsabilidade dele diante de Deus. O marido que não tem uma esposa submissa, além de não ter uma auxiliadora em sua missão, terá um problema a mais para cuidar. As esposas submissas são uma bênção para seus maridos, mas as insubmissas são um terrível problema: "A mulher virtuosa é a coroa  do seu marido; porém  a que procede vergonhosamente é como apodrecimento dos seus ossos"   Prov 12.4. "O que perturba a sua casa, herdará o vento"   Prov 11.29.  "Melhor é morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa (desordeira, briguenta, faladeira, mandona) e iracunda (irracional, nervosa, irada) "  Prov 21.19.


A maior responsabilidade da esposa depois do companheirismo é a missão do seu lar, totalmente sujeita ao governo de seu marido. Não é dela a responsabilidade pelo sustento da casa, mas do marido. Caso seja ela quem esteja fazendo isto, como tudo que vemos hoje, está em contrariedade ao plano de Deus para sua vida. Somente em casos de separação que isto é tolerado, mas isto ocorre por causa da dureza dos corações, e não por causa da vontade de Deus. Os solteiros também são responsabilidades dos pais, e as viúvas de sua família e da Igreja.


Em casos especiais, Deus dará entendimento, mas o plano de Deus para uma mulher, é auxiliar seu marido nas tarefas de sua casa: "A mulher sábia edifica a sua casa; a insensata, porém, derruba-a com as suas mãos"   Prov 14.1.


Cada filho de Deus deve aprender esta vida santa, e ela está na Palavra de Deus. Tanto os maridos como as esposas, os filhos, os servos, e os patrões, necessitam aprender o caminho santo para suas vidas, e é o Espírito de Cristo, que é o caminho, e o que nos conduz a esta experiência. Este caminho da submissão da esposa, só é possível para a esposa regenerada: "E ali haverá uma estrada, um caminho que se chamará o caminho santo; o imundo não passará por ele, mas será para os remidos. Os caminhantes, até mesmo os loucos, nele não errarão"   Isaías 35.8.


Como vimos anteriormente, governar não é um privilégio, mas um encargo de responsabilidade, e este encargo a esposa não precisa carregar. A submissão não é um prejuízo, mas uma bênção quando vista do prisma divino. Não ter que governar é um descanso. Não tem melhor posição do que ser governado. Tem sido um cansaço para as esposas dominarem seus maridos. Toda desobediência à lei de Deus, terá sua conseqüência. Toda mulher que vai contra esta lei, sofrerá o dano da desobediência: "A tua vontade será para o teu marido e ele te dominará"  Gen 3.16.


Tudo o que estamos dizendo, não vem dos homens, mas de Deus. A mulher prudente tem prazer na lei do Senhor, e medita nela de dia e de noite (Sal 1.2), e também tem o cuidado de fazer tudo quanto nela está escrito (Josué 1.8). Toda esposa insubmissa blasfema a Palavra de Deus, e isto deve ser um temor para os regenerados: "para que ensinem as mulheres novas a amarem aos seus maridos e filhos, a serem prudentes, honestas, operosas donas de casa, bondosas, submissas a seus maridos, para que a palavra de Deus não seja blasfemada"  Tito 2.4-5.


Neste texto, juntamente com provérbios 31, do verso 10 ao 31, vemos vários aspectos desta esposa segundo o coração de Deus. Lembre-se que tudo isto é possível ao que crê, pois, já recebemos de Deus tudo o que diz respeito à vida e à piedade, pelo pleno conhecimento daquele que nos chamou por sua própria glória e virtude (II Pedro 1.3).


Mulher virtuosa significa a mulher que tem virtudes divinas, que tem frutos do Espírito, que tem conhecimento de Deus. O primeiro aspecto que encontramos nesta mulher virtuosa é a prudência. Prudência é agir com medida, falar com medida, e esta prudência se alcança pelo conhecimento do Santo Jesus Cristo (Prov 9.10). O princípio da sabedoria é o temor, e o conhecimento do Santo é a prudência. A prudência faz a mulher abrir a boca com sabedoria.


Sendo ela auxiliadora do marido, e capacitada por Deus para enxergar coisas que o marido não enxerga (não estamos com isto falando do sexto sentido da mulher, não cremos nisto, mas num dom de Deus dado pelo Espírito Santo), ela deve ter a prudência no falar para não auxiliar seu marido no erro. A mulher só deve falar com revelação de Deus, do contrário transtornará a vida de seu marido: "O hipócrita com a boca arruína o seu próximo; mas os justos são libertados pelo conhecimento" Prov 11.9.  "A mulher virtuosa abre a sua boca com sabedoria, e o ensino da benevolência está na sua língua"  Prov 31.26.


A próxima característica da mulher virtuosa é o amor por seu marido e seus filhos. Este não é o amor "Eros", o amor carnal, mas o amor Ágape, o amor de Deus. Este amor a faz sofrer calada, e a fazer bem a seu marido e a seus filhos e não mal todos os dias da sua vida. A não ser invejosa, a não se vangloriar, a não buscar os seus próprios interesses, mas o que é do marido, não se irrita, não passa por cima do marido, nem joga seus filhos contra ele. Não dá escândalo, nem é inconveniente. Não tem ciúmes nem pensa mal de seu marido. Não se assenta na roda das fofocas, nem fala de suas intimidades. Não se associa, mas condena as que são insubmissas a seus maridos. Fala com sabedoria da Palavra de Deus, e se alegra com ela. Crê em todas as promessas de Deus para sua vida e de sua família, espera tudo, e suporta tudo com paciência no Senhor (I Cor 13.4-7).


A mulher virtuosa é uma operosa dona de casa. Nunca come o pão da preguiça, ela trabalha de boa vontade com suas mãos. É econômica, e faz com que o ganho de seu marido seja suficiente e até faça sobrar. Procura até em lugares distantes o que seja mais barato. Quando ainda está escuro, ela se levanta, e cuida do mantimento de sua casa (faz o café de seu marido, filhos e até de suas servas). Conhece o valor de tudo, e trabalha até tarde se necessário. Mesmo com pouco, tem servas sob seu cuidado. Não se esquece do pobre e necessitado, e supre sua casa de vestes e também dos necessitados. Ela é forte, respeitada e não tem medo do futuro. Quando há necessidades em sua casa, é disposta e animada, e sabe se cuidar para não desprezar seu marido quando ele a deseja. Cuida para não negar-se ao seu marido, para que Satanás não os tente em razão da falta de diligência. Em caso de ira, ela não deixa que a noite chegue e perdoa seu marido. Ela não dá lugar ao Diabo em seu leito (Efésios 4.26-27). Faz do seu matrimônio uma honra, e de seu leito um lugar sem mácula (Prov 31.10-25; I Cor 7.1-4; Heb 13.4).


Este é um ponto que precisamos destacar, porque muitas mulheres cuidam muito bem de suas casas, seus filhos, pais e mães, mas não se dá conta que sua maior e mais bem-aventurada função é ser companheira de seu marido. O trabalho nunca deve impedir a comunhão; o trabalho não deve ser colocado como prioridade, apesar de muito necessário, não deve ser impedimento para a comunhão e o companheirismo.


         A mulher virtuosa é casta, e sabe guardar seu corpo e sua nudez para seu marido. Procura vestir-se com decência. Seu adorno não é o enfeite exterior, como as tranças dos cabelos, o uso de jóias de ouro, ou o luxo dos vestidos, mas o do íntimo do coração, num incorruptível traje de um espírito manso e tranqüilo, que é precioso diante de Deus (I Ped 3.1-4).


Nós podemos ver pela Palavra de Deus, que uma mulher se torna preciosa diante de Deus, quando ela adquire pelo Espírito, a experiência de ter um espírito manso e tranqüilo diante de Deus. Mansidão é um fruto do Espírito que traz à mulher uma força controlada, o descanso, a confiança, e a tranqüilidade.


Para o mundo isto é loucura, mas para Deus, para o marido, e para os filhos é uma preciosidade: "Levantam-se seus filhos, e lhe chamam bem-aventurada, como também seu marido que a louva, dizendo: Muitas mulheres têm procedido virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas" Prov 31.28-29. A mulher virtuosa excede as mais finas jóias. Assim também se adornavam antigamente também as santas mulheres que esperavam em Deus (é necessário observar que mesmo as mulheres que não tinham esposos regenerados, esperavam na promessa de Deus, e ganhavam seus maridos para si (3.1). Elas não olhavam para as circunstâncias, mas para Deus, esperavam em Deus), e estavam submissas a seus maridos. Só é possível estar submissa, e submissão é obedecer, se alguém estiver esperando em Deus ( I Pedro 3.1-6).


Muitos dizem que as mulheres são mais fervorosas que os homens para as coisas de Deus, mas o que acontece é que a mulher é um vaso mais frágil, e quanto mais fraca, mais dependência de Deus se deve ter: "Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco, então é que sou forte"  II Cor 12.10.


A mulher tem um valor tão importante na família, que Deus exorta aos maridos que coabitem com elas com entendimento, dando honra a mulher como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras  da mesma graça da vida, para que suas orações não sejam impedidas. O marido que deixa de observar isto, está negligenciando que Deus pode impedir suas orações (I Pedro 3.7).


Quem acha uma esposa, alcança favor do Senhor. Casa e riquezas vem dos pais, mas a mulher prudente vem do Senhor. Só o Senhor pode realizar a benção de fazer de uma mulher, uma esposa prudente, e a benção do Senhor enriquece e não acrescenta dores.


 

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Veja também
(04/11/2018) Comunismo - Bolshevismo - Crimes contra a Humanidade
(03/11/2018) PERDEMOS nossa FILHA para a DOUTRINAÇÃO COMUNISTA nas ESCOLAS
(04/09/2018) O Contragolpe 1964 - A Verdade Sufocada
(02/09/2018) Gênios que construirão um mudo melhor
(13/03/2018) Vamos resgatar o Brasil
(09/03/2018) Felicidade Atrai Inveja
(02/02/2017) O Poder Curador da Música
(12/04/2016) A senhora No Número 6 (The Lady in Number 6)
(11/05/2015) Conselhos Eternos da Bíblia
(11/02/2015) Na corrida, foi muito bem recebido e hoje tem vários amigos
(23/11/2014) Creia, Deus restaurará a nossa sorte!
(25/09/2014) Raça de víboras
(17/09/2014) Você deve conversar com estranhos no ônibus?
(07/04/2014) O que a Bíblia diz sobre o ateísmo
(23/02/2014) O Brasil não é um país sério


Veja todo conteúdo desta categoria
Ouça a Rádio do coração
© 2019 Rádio Melodia. Todos os direitos reservados.
Design: Win Multimídia - Desenvolvimento:Adriel Menezes