Melodia Web
Rádio Melodia Web - www.melodiaweb.com - São José do Rio Preto - SP - Brasil
segunda-feira, 19 de agosto de 2019
Ouça a MelodiaWeb
Página inicial Ouça música de qualidade pela Internet

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Notícias
Diminui o tamanho da fonte Aumentar o tamanho da fonte
A pena de Cristiele
Editorial/Jornal Bom Dia, quarta-feira, 11 de agosto de 2010
A pena de Cristiele

O imbróglio envolvendo a presidiária Cristiele Perpétua da Silva, de 27 anos,  internada no Hospital de Base e que deve seguir ainda nesta semana para a capital com a filha, a quem deu à luz prematuramente no último domingo, é mais um retrato acabado da bagunça que são os sistemas judicial e penitenciário brasileiros. Ambos desorganizados, morosos, incapazes e, pior que tudo isso, draconianos com os pobres, indiferentes com seus dramas.


Pelo que apurou a jornalista Janaina de Paula, na reportagem exclusiva que o BOM DIA publicou terça-feira (10) na página 10, “DIG  procura presídio com berçário para recém-nascida”, Cristiele, no mínimo, deveria estar num regime semiaberto.


Ela está pagando mais do que deve à Justiça e à sociedade. Sem querer transformá-la numa mártir, afinal foi condenada por tráfico de drogas (estava carregando um quilo de cocaína), Cristiele, ainda mais na situação em que se encontra, merecia um mínimo de consideração humana.


Cristiele ficou presa 1 ano e dois meses, antes mesmo de ser condenada. Tem mais nove meses de xadrez, o que lhe dá o direito ao semiaberto, mas não existe presídio com essa característica para mulher na região. Em vez de libertá-la, preferiram mantê-la em qualquer sala de delegacia.


No último dia 26, as autoridades públicas foram eficientes em encontrar e trancafiar  Cristiele, contra quem havia um mandado de prisão, grávida e tudo.  Pena que não tiveram a mesma competência para encaminhá-la a lugar decente no pós-parto.


O estado deveria oferecer não só a ela, mas a qualquer mulher encarcerada na mesma situação, um mínimo de dignidade, a começar por tirar as algemas das canelas, como Cristiele foi fotografada segunda-feira (09) pelo BOM DIA enquanto segurava o bebê no colo.


Nesta edição, o BOM DIA  informa que ela e a filha serão levadas para a Penitenciária de Santana, que tem o tal berçário para recebê-las. Outra injustiça, já que vão afastá-las ainda mais da família, que mora toda em Rio Preto.


A soma de perversidades contra Cristiele,  amparadas na lei ou não, revela uma crueldade desnecessária do estado brasileiro, a partir de sua Justiça e de sua polícia, contra os desvalidos na mesma proporção em que são condescendentes com os abastados.


 


NA PRISÃO (Quarta-feira, 11 de agosto de 2010 - 06:05)


Menina ‘condenada’ a morar na cadeia nos próximos seis meses será levada com a mãe para São Paulo; Defensoria Pública tenta na Justiça prisão domiciliar


Janaina de Paula
Agência BOM DIA


A recém-nascida G.V., “condenada” a morar atrás das grades nos próximos seis meses, já tem destino quando sair do Hospital de Base, em Rio Preto. Ela e a mãe, Cristiele Perpétua da Silva, 27 anos, condenada por tráfico de drogas, serão levadas para a Penitenciária Feminina do Carandiru, na capital.


Mãe e filha estão internadas no HB desde domingo, dia em que a criança nasceu. Com as pernas algemadas e escoltada por três policiais militares, a presa espera pela alta médica.


A data para a transferência ainda não está definida. A menina nasceu prematura e necessita de cuidados especiais. A criança só pode deixar os hospital quando ganhar o peso adequado.


Terça-feira (10), a mãe de Cristiele, Conceição de Fátima da Trindade, 46, e a cunhada Aline Cristina Alves, 19, esteve no HB para se despedir. Foi a primeira vez que a avó pegou G. no colo. Ela não conseguiu conter a emoção ao ver a menina.



Conceição aproveitou a visita para levar roupas à neta. “Preparamos tudo para a chegada de G. e agora ela vai ficar longe da família.”


Conceição, avó do bebê, segura a neta nos braços ao lado da filha


Cristiele estava presa na DIG (Delegacia de Investigações Gerais). Sem estrutura para abrigar mãe e filha, o delegado Rubens Cardoso Machado pediu à SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) a transferência da presa para uma unidade com berçário.


Prisão domicilia


A Defensoria Pública de Bauru, cidade onde Cristiele foi presa em 2006, com um quilo de cocaína, quer que a mulher cumpra a pena em prisão domiciliar.


Segundo o defensor público Florisvaldo Antônio Fiorentino Júnior, o pedido de habeas corpus será enviado nesta quarta-feira ao Tribunal de Justiça de São Paulo.


“Cristiele tem residência fixa e condições para cumprir a pena em liberdade, pois já deveria estar em regime semiaberto”, disse o defensor.


.

Ouça a MelodiaWeb Este site possui uma rádio web que prioriza música italiana, MPB, clássica, tango, bolero, instrumental, esperanto, etc.
Clique na imagem ao lado para ouvir
Ouça a MelodiaWeb
Veja também
(16/03/2019) Ministro da Infraestrutura anuncia concessão de três novas ferrovias
(26/10/2018) Presidente João Figueiredo
(01/01/2015) O Legado de um corredor
(29/12/2014) Maratonista de 103 anos volta à ativa
(29/12/2014) Idosos velozes e furiosos
(31/03/2014) Cancelamento de contratos: Telefonia, banda larga e TV por assinatura
(30/08/2013) Golpe da Vivo móvel e Ace seguradora
(19/06/2013) Protestos indicam que modelo brasileiro chegou ao limite, diz FT
(17/02/2013) Blogueira cubana Yoani Sánchez inicia viagem pelo mundo
(08/02/2013) Descoberta de carne de cavalo em lasanhas da Findus agita Reino Unido
(08/02/2013) Pessoas infelizes assistem mais TV, diz estudo
(02/02/2013) Conservadores lançam alternativa ao Facebook
(23/01/2013) Agulhas contaminadas com HIV!!! Não repasse.
(06/01/2013) 4 técnicas de lavagem cerebral que estão sendo utilizadas em você
(06/01/2013) Programados para morrer, conspiração da indústria


Veja todo conteúdo desta categoria
Ouça a Rádio do coração
© 2019 Rádio Melodia. Todos os direitos reservados.
Design: Win Multimídia - Desenvolvimento:Adriel Menezes